SHALOM - MAIO

CORTANDO NA CARNE

 “E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome cada dia a sua cruz, e siga-me” (Lucas 9.23).

Jesus nos sugere neste texto cortar na própria carne, que significa estar disposto a renunciar a si próprio, mesmo que a questão envolva amigos íntimos, ou até familiares, a fim de que a justiça de Deus seja aplicada como forma de restaurar e consolidar áreas fragilizadas da nossa vida ou ministério. Quando o salmista destaca o perfil dos que subirão ao monte do Senhor, faz uma menção especial dos seguintes valores: “Despreza aquilo que é reprovado, teme ao Senhor, e quando jura, mesmo com prejuízo mantém a sua palavra”. (Salmo 15.4); já pensou quanta renúncia? Quantas vezes o réprobo é o que mais nos atrai? E quando temos que assumir prejuízo, ou nos humilhar para manter a palavra empenhada em um negócio, ou em uma história contada; muitas vezes, de forma voluntária ou não, estamos tão distantes da verdade que para corrigir nos exige voltar atrás, ao início de tudo, com um tremendo prejuízo de credibilidade, moral ou até espiritual.

Não é fácil renunciar, mas é a única condição que nos oferece conforto espiritual quando erramos; pois possibilita o perdão e a reconquista da graça de Deus por Jesus Cristo, e que antes estava sendo desperdiçada. 

Quando mentimos, enganamos, ou prejudicamos alguém, só temos duas atitudes como opção: Voltar atrás e pedir perdão, recomeçando do início e de forma correta, recebendo assim o refrigério do Senhor, ou mascarar a mentira, e continuar mentindo para sustentar a primeira; e aí, como réus da ira de Deus; misericórdia! Não há um meio termo, pois, a verdade e a mentira estão na mesma proporção da vida e da morte.

Pelo nível da questão chamada renúncia, é que Jesus disse: “Quem quiser vir a mim, negue-se a si mesmo” o que significa renunciar tudo, os bens materiais, o ego, os direitos pessoais, os sonhos humanos, etc., não significa não poder conquistar ou perdê-los, mas tê-los como se não tivesse; é achar-se sempre disponível e disposto a deixar tudo por amor a Cristo e ao seu projeto, que há de estar sempre acima de nós.

A experiência tem nos mostrado que Deus usa pessoas ocupadas e bem-sucedidas, mas não gasta tempo com aqueles que estão presos aos seus afazeres, ou aos seus bens materiais; o jovem rico que foi ter com Jesus é um exemplo claro disso. (Lucas 18.21-22)

A proposta bíblica é que vigiemos para que não tenhamos que chegar ao ponto de ter que voltar atrás para consertar; sabendo, que quanto mais distante estivermos de Deus, mais difícil será renunciar. Ainda mais sabendo que para ir ou vir a Jesus tem que renunciar tudo. Já pensou uma família enganada por muitos anos? Uma fortuna ocultamente mal adquirida? Uma mentira sustentada por muito tempo? É preciso renunciar! Não importa como, tem que ser já, enquanto o Mestre é advogado; como Juiz ele nada poderá fazer. Deus tenha misericórdia de nós enquanto há tempo para renunciar.

                                                                             Bispo José Francisco da Silva    

     O 78º CONCÍLIO GERAL

     Lembramos aos nossos pastores e obreiros que está confirmado para os dias 15 a 17 de setembro o 78º Concílio Geral da IMO. 

     O tema será: MANTENDO A TRADIÇÃO BÍBLICA SEM PERDER O NOVO DE DEUS.

     A TAXA DE INSCRIÇÃO SERÁ DE:

     Período completo: R$ 220,00 (duzentos e vinte reais).

     Para um dia: R$ 130,00 (Cento e trinta reais).

     Nos próximos Boletins enviaremos mais detalhes sobre o Concílio.

Sugerimos que os amados procurem desde já se organizar para não perderem aquilo que há de melhor no nosso relacionamento, o encontro de todos os pastores e líderes da nossa denominação, a confraternização, o aprendizado, a comunhão que só Deus nos pode proporcionar. Façam todo possível, estaremos esperando todos os amados lá. Um abraço.

                                                                                       O Presbitério Deliberativo

    PRESERVANDO A NOSSA IDENTIDADE

   “E, chegando Pedro à Antioquia, lhe resisti na cara, porque era repreensível. Porque, antes que alguns tivessem chegado da parte de Tiago, comia com os gentios; depois que chegaram, se foi retirando, e se apartou deles, temendo os que eram da circuncisão” (Gálatas 2.11-12).

Amados, o apóstolo Paulo, neste texto, fala sobre Pedro; que sendo judeu convertido a Cristo, e por isso reconhecendo a obra de Deus com os gentios, tentava viver dissimuladamente quanto à relação do antigo com o novo entendimento. Ele tentava esconder dos judeus a sua nova compreensão. Paulo então afirmou: “Quando percebi isso, o resisti severamente”.

Ora meus irmãos, nós somos Metodistas Ortodoxos, conhecemos o projeto que Deus tem conosco e a missão de realizarmos. Por isso, nos surpreende quando vemos em algumas das nossas igrejas, falta de definição quanto à liturgia dos cultos, tipos de louvor, trejeitos na manifestação dos dons espirituais. Creio que não temos necessidade de copiar liturgias de culto de outras denominações, que embora sérias, mas têm sua linguagem própria assim como temos a nossa. O que esperamos daqueles que ministram, pregando ou dirigindo cultos é que façam como tem sido ensinado na IMO, nos Concílios, no Shalom, através das Superintendências etc.. Precisamos assumir a nossa identidade.    

O louvor congregacional da IMO segue o tipo do Tabernáculo de Davi, anunciado por Deus para estes dias, em Amós 9.11. Qualquer hinário Evangélico de qualquer denominação, é abençoado e abençoador, podemos e devemos reconhecer isso e até entoar seus hinos, mas para o louvor da congregacional temos um estilo próprio.

A nossa ordem litúrgica inclui com fartura de tempo a ministração da Palavra; para isso não podemos pulverizar os cultos com oportunidades, que na maioria dos casos não trazem mensagem alguma para o rebanho, ficando apenas em um hábito “pentecostal” onde quatro ou cinco pessoas falam e não forma uma mensagem uníssona que alimente o rebanho com segurança. Variam-se tanto os tipos de alimento espiritual que ninguém sabe o que comeu.

Orientamos os nossos pastores para que destinem em cada culto, 40 a 60 minutos para a ministração da Palavra. Essa é a nossa doutrina litúrgica

Temos que entender que o culto no templo não é individual, mas coletivo; portanto, tudo que for oferecido a Deus tem que ser como congregação, onde o oficiante conduz o coletivo à Presença de Deus, e o Espírito Santo trabalha individualmente.

A nossa doutrina é pentecostal; porém, até pelo fato de sermos ortodoxos, não podemos englobar tudo que foi sendo arrolado através dos anos, por culturas, costumes e hábitos diversos, incluindo na nossa liturgia de culto. Respeitamos o gosto e a forma de cada denominação, estando com esses amados irmãos respeitaremos, mas não podemos ter nossa família, vivendo a educação do nosso vizinho. Afinal, temos uma identidade definida e uma identificação com Cristo através do que ele já provou que tem em nós. Não se trata de ser melhor ou pior, mas, de ser autêntico. Deus abençoe os amados.      

                                                                                              Bispo José Francisco da Silva

    

 

      AS SUPERINTENDÊNCIAS

Periodicamente estamos fazendo alusão ao trabalho que fazem os Distritos e as Regiões, os quais consideramos de extrema importância para a IMO, tanto pela dinâmica que implementa, gerando estreitamento da afinidade entre os nossos diversos ministérios locais; como fazendo dos seus encontros uma base de apoio e orientação para fortalecimento da nossa identidade doutrinária e eclesiástica.

Os Superintendentes Regionais e Distritais são responsáveis, entre outras coisas, pela transmissão aos pastores de suas unidades, das regras doutrinárias e eclesiásticas da IMO, bem como, fazem lembrar sobre a agenda das nossas atividades e a necessidade de obedecê-las.  

Para isso, procuramos manter os Distritais afinados com os seus Regionais e vice-versa, bem como os pastores como os seus Distritais; isso tem facilitado a convivência numa só linguagem, em um só espírito, numa só fé e num só propósito.

É indispensável também que não haja espíritos de independência, levando o povo a ideias individuais locais dissociadas da unidade do corpo; juntos e coesos seremos mais fortes. Ajudem-nos nisso, Deus tem nos abençoado assim, não vamos inventar nada.

                                                                                      Bispo José Francisco da Silva

      ENCONTRO DE MULHERES DA IMO

Lembramos que esse encontro será no dia 03 de junho às 14 horas, na IMO do Km-42. Pastor Marco Antônio Silvestre Gomes. Cremos que Deus irá abençoar muito as amadas irmãs que todo ano têm se esforçado e feito um lindo trabalho para o reino de Deus; temos certeza da grande possibilidade e esperança de ser a cada ano melhor. Pastoras e obreiras, não faltem.

                                                                                                              A Diretoria

      VISÃO DINAMIZADORA

Deus tem nos orientado no sentido de utilizar os departamentos da IMO como um meio de dinamizar os setores geograficamente distantes da denominação, enviando comissões para os distritos eclesiásticos dessas áreas mais afastados dos grandes centros populacionais, fazendo-os sentir que somos um só povo com uma mesma visão.

No dia 21 de abril, o ENJADIMO, jovens e adolescentes, estiveram realizando um lindo trabalho em Santo Antônio de Pádua, unindo ali as Igrejas de Itaocara, Pádua, Friburgo, São Sebastião do Alto, Portela, Madalena, Macaé, Arraial do Cabo, e as FM da Fazenda Amizade e Campelo. Foi um trabalho de excelente repercussão.

      Nos dias 29 e 30 de abril, foi a vez da Secretaria de Missões, Pr Roberto Moura e sua equipe, realizaram no mesmo local um trabalho semelhante; o que foi para os irmãos do X Distrito um grande incentivo missionário.

Assim é a IMO, trabalhando sempre preocupada com cada setor, com cada pastor, com cada obreiro. Venha, ergam-se, nos ajude; Deus tem um grande projeto conosco através da unidade e comunhão dos seus filhos.

                                                                                               Presbitério Deliberativo

      ENCONTRO DE VARÕES

Logo após o Encontro de pastoras e auxiliares, virá o Encontro de Varões; esse é um trabalho dos homens da denominação; será no dia 18 de agosto de 2017.

A equipe já está trabalhando na preparação, do evento; como nos outros anos, haverá o café da manhã e o almoço; será um dia glorioso, pois Deus certamente se fará presente.

Parabéns homens de Deus! O Senhor certamente estará presente e nos abençoará abundantemente.

 Conclamamos a todos os amados varões da IMO para estarem presentes e fazerem valer essa força inerente aos homens valorosos do seu exército.

 

       CONFERÊNCIA MISSIONÁRIA

Será nos dias 17 e 18 de junho na IMO em Bonsucesso, pastoreada pela Pastora Roseni Pereira Mello da Matta; o endereço é: Rua Clemenseau, 184 – Bonsucesso/RJ. O pastor Roberto Reis Alves de Moura, Secretário de Missões, estará empenhado com sua equipe, a fim de que o Senhor faça valer o seu projeto de expansão do Reino de Deus através da atividade missionária da IMO.

                                                                                     Presbitério Deliberativo

       CENSO 2017

Meus amados, pastores e dirigentes de trabalho da IMO, chegou o momento de atualizarmos os nossos dados cadastrais na denominação; para tal, estaremos enviando com o próximo Shalom, o formulário a ser preenchido. Esse trabalho que realizamos todo ano tem sido de grande valia para implementarmos o nosso sistema de organização, tornando-o a cada dia mais estruturado e eficiente; estamos avançando rumo ao ideal.

Solicitamos aos amados que comecem a catalogar os dados que deverão informar, a fim de que o preenchimento seja facilitado.

Pedimos que não reclamem do trabalho que dá todo ano, pois só poderá se orgulhar de uma estrutura sólida e eficiente, aqueles que cooperam com a tarefa de organizar; afinal, somos metodistas, e como tal temos que justificar esse nome com o exemplo.

                                                                           Presbitério Deliberativo.

 

     ORDENAÇÃO PASTORAL

Solicitamos desde já aos nossos presidentes, que sejam criteriosos quanto à indicação de nomes para o ministério pastoral da IMO; motivos como amizade, parentesco, gratidão pessoal, tempo de crente, de exercício em outro ministério e coisa do gênero, não justificam essa indicação; pois há de se adequar o chamado de Deus comprovado no trabalho, a obediência e submissão à liderança, com a necessidade da Igreja onde o candidato ou candidata está lotado ou lotada.

Esse critério não impede uma decepção futura, mas exime o pastor presidente de responsabilidades nos problemas ministeriais futuros.

     Nos ajudem, que será bênção para todos, e o nome do Senhor será honrado e glorificado.

                                                                                    Presbitério Deliberativo

     PENSAMENTO:

     O perdão é um remédio espiritual receitado por Deus para cura de feridas na alma; Porém, não anula as consequências provocadas pela lei da semeadura. “...Porque tudo que o homem semear, isso também ceifará”. (Gálatas 6.7). Assim, é melhor semear boas